Sociedade Técnico - Cientifico - Informacional

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sociedade Técnico - Cientifico - Informacional

Mensagem  Janaina Santana Sampaio em Qui Nov 11, 2010 10:56 pm

Sociedade Técnico-Científico-Informacional

O paradigma que norteou a Geografia nos últimos 30 anos foi: a ciência cuja preocupação maior era o processo de produção do espaço. De 1986, para cá, começando por Milton Santos (na comunicação apresentada na OEA naquele ano), passamos a ver a Geografia com novos olhos diante do processo de mudança em que o mundo vem se inserindo — analisar o comportamento do homem segundo o meio técnico-científico-informacional que toma conta da humanidade. Por conta desse meio técnico-científico-informacional tudo no mundo hoje parece girar em tomo da informação. Fala-se em “revolução digital”, traduzindo-se a mesma competência para o acesso à informação. Ora o simples acesso à informação não se traduz por conhecimento.

O que a informação deve nos propiciar através da Geografia, até no dizer de um grande filósofo, Julian Marias, é elaborar uma correta visão do mundo. Nesta visão, fica implícita a necessidade de compreendermos o que é o global e o local, o que é a destruição “criativa” de Joseph Schumpeter e o que Edgar Morin quer dizer quando fala que toda a evolução é um jogo de desorganização e reorganização e que a humanidade vive uma crise sem par em toda sua história.

O Espaço das Redes ou o Novo Homem entre o Ser e a Rede


No contexto da revolução científico-tecnológica, no limiar do século XXI, as realidades geográficas se renovam. Assistimos assim a emergência de novos matizes conceituais na ciência geográfica.

Dentro desse revisitado corpo conceitual da Geografia, três noções vêm ganhando notoriedade desde o final do século XX: meio técnico-científico-informacional, redes e cidade global. O espaço geográfico hoje tende a se tornar um meio técnico-científico-informacional, constituído por um grande conteúdo em ciência, técnica e informação, daí resultando uma nova dinâmica territorial. Isso se deve sobretudo ao processo de globalização, marcado, entre outros aspectos, pela expansão das empresas multinacionais, que investem maciçamente em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e sistemas de produção. Essa situação leva a um tipo de produção com um conteúdo em ciência, tecnologia e informações cada vez maior. Os caixas eletrônicos, os telefones celulares, os computadores conectados à Internet são apenas alguns exemplos desse espaço “carregado” de ciência, técnica e informação. Esse meio técnico-científico-informacional dá-se em muitos lugares de forma extensa e contínua (Estados Unidos, Japão, Europa e parte da América Latina), enquanto em outros (África, parte da Ásia e parte da América Latina), apenas se manifesta como manchas ou pontos. Desta forma nota-se cada vez mais uma oposição entre espaços adaptados às exigências das ações econômicas, políticas e culturais características da globalização e outras não-dotadas dessas virtualidades.

http://www.hottopos.com/mirand13/elian.htm


Janaina s. Sampaio n°15
3°D

avatar
Janaina Santana Sampaio

Mensagens : 1
Data de inscrição : 11/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum